Como em todo início de semestre, agosto marcou a acolhida, no Crea+, de seus novos integrantes. Agora ainda mais vitaminada, a equipe recebe voluntários das mais diversas origens, formações e histórias. Perguntamos para  alguns desses novos voluntários quais primeiras impressões que tiveram nesse começo de Crea+, assim como as expectativas para o semestre. Confira!

Voluntários

A Larissa Rezek, por exemplo,  recém-ingressa na Comunicação, conta a impressão positiva que o Crea+ já lhe deixou nestas poucas semanas: “ainda que seja realmente pequeno, fico impressionada com o funcionamento das coisas no Crea+, as pessoas realmente tomam aquilo como seu. Estou impressionada com a organização de tudo”. Larissa chegou , e com a mala cheia (bem cheia) de ideias novas para a equipe. E resume: “é bom sairmos do mesmo, temos cabeças novas pensando para isso”.

Foto Lari 2

Reforçando o time do RH, temos também a Thaís Bertin – com caneta e pranchetas sempre à mão, marca registrada. Animada, ela diz que algo que a motiva como voluntária é ver “as crianças muito ativas e engajadas”.  Complementa: “Quero entender cada vez mais o projeto, para atender ao que esperam os voluntários do projeto”, eis o que considera seu papel institucional no Crea+. “Espero atender a necessidades das crianças e viver experiências novas e importantes para o desenvolvimento de qualquer pessoa”.

Foto Thaís

Conversamos também com a Carolina de Lucca, professora do projeto “Expressões artísticas” da OC. A Carol nos contou que já na palestra de apresentação do Crea+ o que chamou sua atenção foi a proposta do projeto de trabalhar habilidades socioemocionais com as crianças: “claramente é algo que os métodos tradicionais das escolas não conseguem atingir“. Ela também nos relatou que suas expectativas foram sendo construídas com as formações iniciais, destacando a atividade de simulação: “achei interessante que realmente são situações adversas, e que podem acontecer. Fiquei com a expectativa de que iria aprender muito, e estou mesmo”. A Carol encerrou falando sobre como tem sido os sábados no Crea+: “É um sábado em que acordo disposta, quero chegar mais cedo para estar com eles, bolar algo legal para eles gostarem“.

Foto Carol

Por sua vez, o Ed Colen, um dos professores do projeto “A Liga da Pokehorta” na BJ, destacou a nossa organização (aparentemente, o Crea+ está nos trilhos!): “o que me chamou a atenção logo de início foi a organização. Desde o processo seletivo, eu vi que tudo era feito para que realmente funcionasse. Ed mostra que o projeto transmite “seriedade em um tom leve”. Melhor definição, impossível. “Pelo que pude perceber, o Crea+ é um poderoso local de intersecção, seja para voluntários, seja para os alunos. Vi que a equipe possui os mais variados backgrounds de experiências e formações, e o contato com as crianças agrega muito a nossa bagagem c]ultura”. E conclui, firme: “fazer parte disso é bastante gratificante”.

Foto Ed

E se para alguns voluntários tudo no Crea+ é inteiramente novo, para outros a novidade está na função que estão exercendo nesse semestre! Conversamos com dois veteranos que agora encaram novos desafios nesse semestre.

Para começar, o Léo Malgueiro, novo gestor-geral do Crea+. Para o Léo, o objetivo da nova gestão é garantir a continuidade e o aprimoramento de tudo o que o Crea+ tem de bom “A equipe de gestão é formada por pessoas muito competentes e dedicadas às suas áreas, e estão fazendo um ótimo trabalho. Assumi a gestão com o compromisso de garantir a continuidade desses pontos.” E mandou um “salve” à Raquel Coelho, voluntária que ocupava essa função. “Nesse ano e meio em que a Raquel esteve na gestão, houve uma evolução muito grande no projeto como um todo, tanto na parte dos processos das áreas, como na relação entre as pessoas. Hoje eu vejo um ambiente muito saudável e amigável aos sábados, em que as pessoas não vão apenas por um compromisso ou obrigação, mas porque se sentem bem com as pessoas que estão ali, e querem estar ali”.

Foto Léo

Por fim, temos  como nova coordenadora pedagógica da BJ, a Carol Paseto – nova função que assumiu após três semestres atuando como professora. “O desafio de se tornar gestora é também o de começarmos uma história em uma nova escola: na BJ, temos a oportunidade de criar as coisas do ‘zero’; a escola nos dá toda a abertura para isso… estou animada com essa oportunidade e quero fazer tudo coletivamente, com todos construindo os processos para algo que seja proveitoso para as crianças”.

Foto Carol Paseto

O Crea+  deseja aos novos (e não tão novos) voluntários um ótimo semestre!

 

 

Anúncios